11.03.09

Oito por cento dos portugueses têm genes negros que foram transmitidos essencialmente pelo elemento feminino. O estudo da Universidade do Porto revela ainda que há genes islâmicos espalhados por todo o país e que são transmitidos pelo elemento masculino.

O estudo da Universidade do Porto pode obrigar a rescrever a História. Segundo António Amorim, coordenador da equipa que está a tentar definir as características genéticas dos portugueses, todos nós temos uma marca que passa de geração em geração, "uma espécie de marca registada".

Este estudo revela que a descendência islâmica da população está espalhada de igual modo de norte a sul de Portugal, o que levanta desde logo algumas questões.

Afinal, os mouros não se ficaram pelo sul, havendo no entanto uma diferença: esta "marca registada" passa através das mães e dos pais, e a norte a marca mais frequente é da mãe.

Segundo o investigador António Amorim, existe maior presença de linhagens masculinas norte-africanas no sul do que no norte.

No lado feminino isso não aconteceu, as linhagens que podemos associar com os berberes ou com as populações norte-africanas estão presentes no norte.

Nota: Aqui vai um conselho para os defensores da "pura raça lusitana branca", aconselho-vos a ouvir uma canção do virtuoso rapper brasileiro, Gabriel, o Pensador, intitulada: "O RACISMO É BURRICE".

tags:
publicado por RG às 01:25

Um Blog de RG
mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

30


arquivos
2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


links
pesquisar
 
blogs SAPO